InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Aviso
Pede-se a todos os novos usuários que queiram usar template, que activem a opção de html. Para isso acedam a Perfil > Preferências > Sempre permitir HTML: marquem sim.
Obrigada!
Últimos assuntos
» Beth's Bedroom
28/9/2017, 08:42 por Bethany Noel

» r-ebel → Cameron's Tumblr
22/4/2016, 21:03 por Cameron Reys

» Registo de Avatar
27/3/2016, 04:17 por Lizbeth Crane

» Hospital
1/11/2015, 23:28 por Cameron Reys

» Cinema ao Ar Livre
4/10/2015, 21:11 por Bethany Noel

» Cinema {1°andar}
25/5/2013, 15:57 por Ema Carroll

» Portaria
12/5/2013, 13:36 por Cameron Reys

» Camarata II
2/5/2013, 15:49 por Cameron Reys

» Fichas de Personagens
27/3/2013, 17:52 por Rute Kebbel

Button

Para parcerias manda uma Mp à Admin

Parceiros

New York RPG


Compartilhe | 
 

 One-shot's

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 119
Data de inscrição : 12/10/2012

MensagemAssunto: One-shot's   3/11/2012, 13:54

Partilhem com os outros jogadores, as vossas mini histórias
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://misfitscollege.forumeiro.com
Jasmin Bright
Leitores de Mentes
Leitores de Mentes
avatar

Mensagens : 293
Data de inscrição : 13/10/2012

Sobre mim
Idade: 18
Estado Civil: Num Relacionamento
Namorado de: Bill/Bá Kaulitz ♥

MensagemAssunto: Re: One-shot's   11/12/2012, 16:56

- Brianna! – Bill chamou depois de mais um dia de trabalho em que, dia após dia, ele cada vez mais odiava e mais cansado ficava. Sentou-se no sofá daquele apartamento minúsculo que tinha comprado em conjunto com a sua namorada, Brianna. O apartamento localizava-se no lugar mais sombrio daquela cidade e era uma edificação velha e gasta. A decoração quando ali chegaram resumia-se a um móvel velho e um sem fim de pó e teias e aranhas, lembra-se de Brianna afirmar falsamente ao ver a cara de desagrado dele: “Vá, amor, não é assim tão mau!” beijando-o em seguida. Nem mesmo quando ela vira um rato morto naquele que seria o seu quarto, a removeu daquele animo de morar com ele, tirou dali o rato e à medida que o tempo foi decorando à maneira dela. Bill tinha de admitir que aquilo era agora um lugar onde era possível habitar, mas mesmo assim nunca na vida teria o aspecto com que ele um dia sonhara viver, um dia, com a mulher que amava. No entanto, Brianna nunca o deixava ficar desanimado ou ir abaixo punha-o sempre bem-disposto com as suas brincadeiras e com as suas palavras que transbordavam do sentimento que ela sentia por ele, sendo plenamente correspondida.

- Já chegaste, amor. – ela exclamou toda ela radiante saltando para o colo dele e depositando-lhe imensos beijos pela cara e parando carinhosamente nos lábios dele, dando-lhe um beijo fogoso.

- Sim. – ele disse com um sorriso fraco, e acariciando a face dela delicadamente. Ela beijou-o mais uma vez e fechou os olhos tentando, desta maneira, sentir melhor o toque dele, que sempre lhe parecera fantástico e único.

- Oh amor, não fiques assim, vá lá. – ela pediu fazendo um sorriso amoroso ao olhar dele e com um brilhozinho nos olhos ao que ele não conseguia resistir. Suspirou fortemente e esfregou a cara com as duas mãos voltando a pousá-las na cintura dela e olhando em volta para o apartamento.

- É só que… - ele hesitou - … não foi isto que sonhei para nós. Por mim vivíamos bem longe daqui, num sitio mais calmo, à beira-mar por exemplo. E não era este barulho ensurdecedor de vizinhos a gritar que tínhamos, era paz, tranquilidade, todos os ingredientes para se fazer crias à vontade. – Bill falou com um sorriso travesso nos lábios, voltando a beijá-la mais selvaticamente. Deitou-a no sofá e pôs-se em cima dela, fazendo-a rir-se.

- Aqui também se podem fazer crias, Bill. Tu és, é um sonhador e esse cérebro não se cansa de fantasiar coisas, olha devias escrever um romance. – Brianna aconselhou rindo-se em seguida e beijando Bill para que o mesmo abandona-se o seu ar de amuado.

- Talvez até escreva mesmo, era da maneira que ganhava mais dinheiro do que naquele restaurante cansativo e malcheiroso. – Bill resmungou sobre o local onde trabalhava como sempre fazia.

- Olha então tu estás bem para ele. – Ela atirou num tom de voz irritado, tirando Bill de cima de si e cruzando os braços ao peito.

- Pronto, amor, desculpa, é só que… - ele falou agarrando-lhe novamente a cintura.

- … sim já sei, não é isto que sonhaste para nós. – ela falou revirando os olhos e beijando-o, pelo simples facto, de que não conseguia estar muito tempo chateada com ele.

*

Anos se passaram e Bill conseguiu por fim o que sempre sonhara para eles. Comprara uma casa à beira-mar, bem junto da areia branca como a cal onde as gaivotas passeavam animadas batendo, de tempos a tempos, as asas, uma na outra. A casa era de um andar apenas, com um alpendre em madeira onde ele depositara uma mesa algumas cadeiras e ainda um grande banco, bem como uma rede, onde ele por vezes dormitava nos dias de imenso calor. O interior da mesma era amplo e espaçoso, contendo apenas a mobília necessária para ambos.

Era de manhã e o sol ia já alto, quando Bill entreabriu os olhos, voltando a fechá-los devido à imensa claridade que já existia. Com esforço, lá conseguiu abrir os olhos, olhando o tecto e suspirou de felicidade, olhou para o seu lado direito e lá estava ela enrolada apenas no lençol imaculadamente branco, protegendo o corpo desnudado, fruto de uma tórrida noite de amor entre os dois. Aí Bill percebeu que a noite anterior não tinha sido fruto da sua exagerada imaginação, tinha acontecido, cada toque, beijo e movimento. Puxou a mexa de cabelo que lhe cobria o rosto, podendo assim visualizar-lhe melhor o rosto esbelto, ela esboçava um pequeno sorriso, claramente satisfatório, ao vê-lo, ele sorriu. Ela mexeu-se na cama, ficando de barriga para cima e com um dos seios a descoberto, ele sorriu ainda mais ao ver a barriga já dura dela, carregando a sua “cria”, como ele noutros tempos lhe chamara, e não resistiu a passar a mão pelo seu ventre, acariciando-o. Em seguida, beijou o peito dela, subindo para o pescoço fazendo-a despertar com um simples bocejo, ele passou para os lábios, beijando-os fugazmente.

- Bom dia, meu amor! – ele cumprimentou voltando a beijá-la sendo correspondido.

- Bom dia, príncipe. – ela falou com um sorriso rasgado.

- Sabias que eu cada vez te amo mais?! – ele disse não sabendo ser uma pergunta ou uma exclamação.

- Não. – ela respondeu rindo face à cara de desiludido dele. – É claro que sabia porque eu a cada que passa te amo mais e mais. – ela beijou-o com um sorriso desenhado nos seus lábios – Agora vai lá para fora que eu já levo um café para nós os dois, sim? – ela pediu ao que ele assentiu prontamente, aquele era um ponto de rotina que haviam estipulado entre os dois, todos os dias, de manhã, mal acordassem, juntos bebiam uma chávena de café ao ar livre, bem à beira-mar, independentemente de fazer sol ou estar a chover. E assim foi, Bill vestiu os seus boxers e uns calções de banho e foi sentar-se junto das escadas de acesso ao alpendre, desfrutando da paisagem que a cada dia que passava o parecia extasiar e agradar mais. Inspirou profundamente sentindo o cheiro a água salgada a que se tinha familiarizado, expirando em seguida, sentiu o vento marítimo a bater-lhe na face, refrescando-o, pois o calor era já insuportável. Ela chegou junto dele, vestindo apenas umas das suas camisolas, pois apesar de Bill ser magrinho, era quase 15 centímetros mais alto do que Brianna, ao que a camisola lhe ficava como um vestido. Ela passou-lhe a chávena de café e ele sorriu-lhe em agradecimento, ela baixou-se acabando por se sentar, pôs os seus braços em volta dos ombros de Bill, segurando numa das mãos a sua chávena.

- Nunca me canso disto! – ele exclamou fazendo-a rir.

- Como as coisas mudam. – ela expressou dando-lhe a entender o porquê da sua risada anterior, ao que ele a acompanhou.

- E ainda bem! – ele disse por fim, enquanto a olhava nos olhos e os admirava, passou-lhe a mão livre pelo ventre fazendo-a sorrir abertamente e beijou-o carinhosamente e sem pressas.

- És um sonhador acordado. – ela acusou soltando uma gargalhado.

- Pois sou e quero viver aqui contigo para sempre, meu amor. – ele falou beijando-a, por fim, fugazmente.



------------------------ ♥ ------------------------

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cameron Reys
Imortais
Imortais
avatar

Mensagens : 1248
Data de inscrição : 14/10/2012

Sobre mim
Idade: 20
Estado Civil: Num Relacionamento
Namorado de: Beth Noel

MensagemAssunto: Re: One-shot's   12/12/2012, 12:39

Gostei do teu oneshot, tem cenas tão românticas e fofas.
make more Smile

------------------------ ♥ ------------------------

 
I don't wanna live in a world where I can't dance with you.
telemóveltumblr 
if you know what I mean:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bethany Noel
Artistas
Artistas
avatar

Mensagens : 1225
Data de inscrição : 14/10/2012
Idade : 23

Sobre mim
Idade: 18
Estado Civil: Num Relacionamento
Namorado de: Cam Reys ♥

MensagemAssunto: Re: One-shot's   12/12/2012, 16:45

Jazzzzzzz ja tinha lido, tinhas posto antes noutro topico, nao me lembro bem onde mas lembro.me que gostei. Ia ser muito fixe fazer disso uma fan fic (r ser com o sr. Kaulitz) com drama a mistura (tu sabes como eu gosto de um bom drama xD)

------------------------ ♥ ------------------------


i don't know what i would do without you
family ♥
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Jasmin Bright
Leitores de Mentes
Leitores de Mentes
avatar

Mensagens : 293
Data de inscrição : 13/10/2012

Sobre mim
Idade: 18
Estado Civil: Num Relacionamento
Namorado de: Bill/Bá Kaulitz ♥

MensagemAssunto: Re: One-shot's   14/12/2012, 18:55

Obrigada pombinhos ♥.♥

------------------------ ♥ ------------------------

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cameron Reys
Imortais
Imortais
avatar

Mensagens : 1248
Data de inscrição : 14/10/2012

Sobre mim
Idade: 20
Estado Civil: Num Relacionamento
Namorado de: Beth Noel

MensagemAssunto: Re: One-shot's   11/1/2013, 16:38

E bem, agora é a minha vez de mostrar aqui uma coisinha que fiz em Dezembro. Já a tinha postada no meu blog mas decidi agora mostrá-la aqui (:

"Enquanto o amor durar"



Jack estava inclinado sobre o velho tronco oco. Encontrava-se rodeado de neve e árvores despidas. Flocos brancos caíam do céu como pequenos brilhantes. Dentro de instantes o crepúsculo apareceria.
Tentou aquecer as mãos. O frio era suportável mas pouco bem-vindo. Ajustou o casaco à sua volta e tirou o telemóvel do bolso. Nada, nem uma mensagem dela. Talvez ela nem aparecesse. Jack não o merecia. Nem a ela nem ao seu perdão.
Mas mesmo assim ia ficar ali à espera dela, Alana. Como um sonhador que era, o rapaz ainda não perdera a esperança. Não o faria. Enquanto houvesse amor entre os dois ele nunca desistiria, por muitos erros que cometesse.
Talvez este fosse o verdeiro ponto final na relação de dois anos. Ele fizera asneira da grossa quando agrediu o melhor amigo dela. Mal Alana sabia o que o amigo tinha dito sobre ela nas costas. Ao invés de contar à namorada, Jack agira directamente. Nunca chegara a ter a chance de contar à rapariga aquilo que realmente se passava.
Ouviu passos na sua direcção. Virou-se e observou a rapariga alta, morena e de cabelo claro que estava à sua frente. Envergava o casaco castanho que ele tanto gostava de ver nela e que fora um presente seu.

- Olá Alana – Deu um passo em frente, parando a meros centímetros dela – Ainda bem que vieste.

- O que é que queres Jack?
– Perguntou com muita calma. Alana parecia tão frágil. Os seus olhos brilhavam como se estivessem à beira de lágrimas e as suas mãos tremiam dentro dos bolsos do casaco.

- Só preciso de te dizer duas coisas… - Jack andou mais um passo, ficando assim muito perto da amada. A sua única vontade era beijar os lábios encarnados – Peço desculpa.

- E a outra?

- Amo-te.


E numa fracção segundos ambos se inclinaram um para o outro e juntaram os lábios, criando um beijo apaixonado e terno. Acabou quando Alana o empurrou e deu um passo atrás. As lágrimas já tinham aparecido na sua face.

- É sempre assim. Estás sempre a desculpar-te mas depois voltas a fazer merda e quem sofre sou eu.
Jack baixou o olhar. Alana tinha razão. Ele já cometera muitos erros e provavelmente devia afastar-se da rapariga. Seria o melhor. Contudo, talvez por egoísmo, o amor que tinha por ela faziam-no sempre voltar.

- Sou impulsivo. Irritante, possessivo e teimoso. Não mereço que me perdoes.

- E no entanto és divertido, carinhoso e amas-me. E eu amo-te
– ela sussurrou, acalmando as lágrimas. Um sorriso esperançoso apareceu na face do rapaz – Não sei viver sem ti, Jack. Estou saturada destas situações e nem entendo porquê que espancaste o Billy mas…

- Ele falou de ti como se fosses qualquer uma.

- O quê? –
Perguntou ela confusa. – O Billy não faria isso. Somos amigos há imenso tempo.

- Mas fez. Falou de ti aos rapazes do futebol como se fosses alguma oferecida. Eu tive de o calar
– Jack ergueu o olhar, cruzando-o com o da rapariga. – Não estou arrependido de o ter feito. Só lamento não to ter dito. Por casa disso perdi-te.

Alana voltou a dar um passo em frente e fitou-o. Jack limpou-lhe suavemente as lágrimas. Flocos de neve cristalinos caíam entre eles. Nenhum dos dois falou. Não era preciso. Afinal de contas o amor falava mais alto.
A rapariga pôs-se em bicos de pés e beijou-o. Acabaram por cair no manto branco que cobria o solo daquele recanto da floresta. Tantas foram as vezes em que os dois ali estiveram, aninhados, trocando caricias e juras de amor. Esta não seria a última vez, prometerem.
E na verdade não foi a última vez. Muitas mais se seguiram ao longo dos anos. O amor perdurara por dias e dias, meses e meses, anos e anos. Jack e Alana. Alana e Jack. Oh sim, almas gémeas.

------------------------ ♥ ------------------------

 
I don't wanna live in a world where I can't dance with you.
telemóveltumblr 
if you know what I mean:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bethany Noel
Artistas
Artistas
avatar

Mensagens : 1225
Data de inscrição : 14/10/2012
Idade : 23

Sobre mim
Idade: 18
Estado Civil: Num Relacionamento
Namorado de: Cam Reys ♥

MensagemAssunto: Re: One-shot's   11/1/2013, 22:01

Adorei *---* principalmente o nome alana, é um nome lindo *---* já agora qual é o teu blog para começar a seguir e a ler ?

------------------------ ♥ ------------------------


i don't know what i would do without you
family ♥
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cameron Reys
Imortais
Imortais
avatar

Mensagens : 1248
Data de inscrição : 14/10/2012

Sobre mim
Idade: 20
Estado Civil: Num Relacionamento
Namorado de: Beth Noel

MensagemAssunto: Re: One-shot's   11/1/2013, 22:12

yey *.* fico muito contente que tenhas gostado. Adoro o nome Alana, era como era suposto eu chamar-me.
Este é o meu blog, mas até agora este é o único oneshot que lá postei.

------------------------ ♥ ------------------------

 
I don't wanna live in a world where I can't dance with you.
telemóveltumblr 
if you know what I mean:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: One-shot's   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 

One-shot's

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» One-shot - Lembranças de Natal!
» One-Shot - As Cores do Inverno
» One-Shot
» Master Games - Head Shot - Online (HOST 24 HORAS)
» One-Shot - Girls' Party!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Misfits College :: Off-Topic :: Fan -fic's e one shot's-